Coleções

Porcelana decorada a azul-cobalto. Grande pote bojudo com corpo de seis lóbulos, que se reflectem na base e no colo, imprimindo‑lhe uma configuração sextavada. De gargalo curto e direito, foi torneado numa porcelana branca, pesada e espessa e de vidrado brilhante, levemente azulado. A decoração, num azul‑cobalto profundo, distribui-se por cinco bandas horizontais de diferentes larguras, separadas por linhas brancas.

Taça esculpida a partir de um único bloco de cristal-de-rocha particularmente límpido, de formato oblongo com 8 gomos em torno de uma flor central, simulando um trevo de quatro folhas. A sua beleza repousa num jogo de superfícies lisas, ritmicamente marcadas por gomos.

Na Índia Mogol havia uma predileção pelos objetos preciosos e delicados, esculpidos em pedras duras tais como o jade, a ágata e o cristal-de-rocha, por vezes ornamentados posteriormente com ouro e pedraria.

Gomil em forma de elmo invertido, onde proliferam elementos do barroco, particularmente bem cinzelados e repuxados. Apresenta boca larga e está assente em pé circular.

No bojo, a parte inferior é envolvida em ondas rocaille, que partem de uma concha de estrutura helicoidal, perfeitamente desenhada e marcada por linhas sinuosas, assente numa corola de pétalas abertas e moldurada por dois frisos paralelos de ponteados. A parte superior é lisa decorada com uma concha estilizada.

B142 - Corpo em forma de elmo invertido decorado por sequência de caneluras côncavas e convexas, decoradas com folhas de acanto, estilizadas e entrelaçadas, com o mesmo tipo de decoração gravada junto à boca.

Na curvatura do bico, cartela que apresenta a cabeça de figura masculina gravada, emoldurada por aletas, em curva e contracurva, encimada por figura de índio.

Asa em forma de cariátide, fundida e cinzelada em vulto perfeito que se une ao jarro através de uma folha. Pé polilobado rematado por friso de perlados.

Elegante adaga de formato delicado, com cabo feito de placas lisas de marfim fixas por rebites e enriquecido com rubis em cabochon encastoados a ouro com técnica de Kundan, desenhando um friso.
Lâmina em aço com elegante formato em ferrão de escorpião, assemelhando-se à das tradicionais "Bichawas".

Aço, marfim, ouro e rubis
Índia, séc. XVIII
Dim.: 22,0 cm

Requintada adaga em ouro, diamantes, esmeraldas e rubis, de um só gume com lâmina em aço damasquino. O punho apresenta um extraordinário trabalho de incrustação de gemas, com 222 rubis, 36 esmeraldas e 22 diamantes em ouro de 24k, formando na zona central uma flor de sete pétalas. As zonas laterais do encaixe exibem delicados frisos a ouro cinzelado com requintados motivos vegetalistas – flores e folhas.

Páginas