Coleções

Raríssima peça de formato islâmico em faiança portuguesa, com decoração inspirada em peças idênticas em porcelana da China. A garrafa de bojo globoso, esferóide com pescoço alto e cilíndrico termina em bordo saliente. No corpo decoração com quatro cartelas decoradas alternadamente por grandes arranjos de flores, ramos de boninas e rolos de papel com motivo geométrico encadeado e laçadas. Separam estes medalhões rectângulos com “cordões duplos e losango”.

Menino Jesus sino-português em marfim, do séc. XVII.

De grande qualidade escultórica, o menino encontra se sentado em atitude de profunda meditação. A face é serena, com traços orientais, os cabelos bem desenhados com singelos caracóis periféricos e esboça um leve sorriso.

A Virgem com O Menino e São João Baptista (c.1650-1660)
Óleo sobre cobre
Não assinado; não datado
Dim.:16,3 x 20,5 cm

Figurou / Exhibited:
-Josefa de Óbidos e a Invenção do Barroco Português, Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa 2015

Reproduzido / Published:
Josefa de Óbidos e a Invenção do Barroco Português; Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa 2015 - cat. p. 80, nº 12

The Virgin and Child and John the Baptist
Oil on copper
Unsign and undated
Dim.: 16,3 x 20,5 cm

Par de contadores de mesa em teca, com tampo de abater, revestidos a placas de tartaruga sobre folhas de ouro, com seis gavetas simulando sete. As placas de tartaruga estão emolduradas simultaneamente por tarjas de marfim e embutido linear de segmentos de madeira alternando com marfim.

Ferragens de latão com espelho em forma de roseta, asas nas ilhargas, pormenor que reflecte o carácter móvel destas peças que, pelas suas dimensões são facilmente transportáveis.

Invulgar placa indo portuguesa do séc XVII, em madeira com policromia, representando um dos Reis Magos (Baltazar), a meio corpo, com oferenda na mão, e ao lado a Estrela indicadora do Nascimento do Salvador. O rosto apresenta forma geometrizada, com olhar contemplativo, nariz afilado e barba bifurcada. Carrega uma coroa na cabeça e enverga túnica vermelha, com capa verde sobre os ombros. Na mão esquerda segura um vaso com tampa, e a outra leva-a ao peito, em sinal de respeito e de veneração.

Requintada adaga em ouro, diamantes, esmeraldas e rubis, de um só gume com lâmina em aço damasquino. O punho apresenta um extraordinário trabalho de incrustação de gemas, com 222 rubis, 36 esmeraldas e 22 diamantes em ouro de 24k, formando na zona central uma flor de sete pétalas. As zonas laterais do encaixe exibem delicados frisos a ouro cinzelado com requintados motivos vegetalistas – flores e folhas.

Menino Jesus de camilha, em marfim, impropriamente colocado sobre Orbis e peanha, passando a integrar a tipologia de Salvador do Mundo. De vulto pleno, calvo e de rosto oval, o nariz longo é aquilino, os olhos alongados, acentuados por matéria vítrea e a boca pequena, realçada por vestígios de pintura. As orelhas são bem desenhadas e realistas.

Perfumador em prata portuguesa, levantada. Corpo bojudo decorado com gravado de “Flores” intercaladas por friso ondulante de folhagens, assente sobre base redonda. Tampa vazada com decorações geométricas e fitomórficas, encimada por pomo em forma de “urna”. Pega em pau-santo torneado. Alma em cobre.

Páginas