Pratas e Filigranas

Nº de referência da peça: 
B229

Cofre relicário em filigrana de prata branca e dourada. De formato retangular, com tampa trapezoidal é enriquecido nas arestas com colunas dóricas. Toda a decoração é preenchida de vergónteas ondulantes com enrolamentos e inserida em painéis arrendados, contornados por encordoados, no centro dos quais sobressaem florões, cuja corola é formada por pequeno quadrado em prata dourada.

Nº de referência da peça: 
B250

Cofre de formato rectangular, em trabalho de filigrana, do séc. XVII, obra dos Mestres do Ofício de Goa. Peça rara e invulgar, quer pelo formato trilobado do tampo, quer pela riquíssima ornamentação, onde se destaca uma exuberante flor de Lótus aberta no fecho.

Nº de referência da peça: 
B228

B228 - Par de jarras de pequenas dimensões em filigrana de prata, destinadas a conter ervas aromáticas ou pétalas. Preenchidas na sua totalidade por uma exuberância decorativa, com um intrincado trabalho de enrolamentos sinuosos e arabescos, típico ornato que emprega desenhos de flores.

Assenta sobre pés troncocónicos de bordo decorado com recortes vazados. A influência oriental faz-se notar nos padrões geométricos, em desenhos de curvas e contracurvas entrelaçadas, simbolizando o movimento infinito.

B246 - Raríssima escultura em fina chapa de prata repuxada e cinzelada, obra-prima de uma destacada oficina de ourives de Goa, datável dos inícios de Seiscentos, ou um pouco anterior.

B219 - Cafeteira D. José de três pés, em prata portuguesa. Corpo liso em forma de pêra alongada com acabamento brunido, assente sobre três pés de sapata. Bico em colo de cisne com caneluras assimétricas, decorado com vieira estilizada na ligação ao bojo.

Tampa em forma de cúpula, articulada por charneira, com pomo em forma de pinha. Asa em madeira entalhada e decorada com volutas na ligação ao corpo. Este sóbrio exemplar vive sobretudo da forma e da beleza do metal praticamente despojado de decoração.

B195 - Importante bule josefino “Bico de ave”, em prata portuguesa. Corpo em forma de pêra invertida, com bojo decorado com entablamentos arquitectónicos enriquecidos de profusa decoração rocaille, repuxada e cinzelada, constituída por folhagens, flores, concheados e volutas, ornamento que se prolonga pela tampa.

B192 - Belíssimo bule Josefino “Bico de ave” em prata portuguesa. Corpo em forma de pêra invertida com profusa decoração rocaille gravada, repuxada e cinzelada em folhagens, flores – malmequeres, crisântemos – concheados, volutas e grinaldas.

Tampa de cúpula baixa, com dobradiça embutida que remata com um botão em ébano. Bico com curva elegante, em colo de cisne canelado, que termina em cabeça de ave, envolvido por folhas de acanto, de contornos relevados e bem cinzelados.

B258 - Importante bule Josefino “Bico de ave” em prata portuguesa, do período D. José e do mestre prateiro João Coelho Sampaio. Corpo liso em forma de pêra invertida, com decoração rocaille no bojo, gravada, repuxada e cinzelada em folhagens, flores – malmequeres e crisântemos –, concheados, aletas e volutas, que se prolongam pela tampa.

B206 - Elegante gomil Joanino em prata portuguesa. Em forma de elmo invertido, onde proliferam elementos do barroco, particularmente bem cinzelados e repuxados. Apresenta boca larga e está assente em pé circular.

B175 - Gomil Josefino de asa perdida em prata portuguesa. Em forma de elmo invertido, boca com delineamento de curva e contracurva e assente em pé circular de contorno recortado. O bojo está profusamente decorado com motivos florais cinzelados e relevados que emergem de um fundo em forma de concha.

Páginas