Coleções

Polvorinho em chifre de antílope - "Nilgai" - com elegante terminal em marfim representando a Makara, animal da mitologia Hindu, possuidor de forte significado para as comunidades locais.

Par de jarras de pequenas dimensões em filigrana de prata, destinadas a conter ervas aromáticas ou pétalas. Preenchidas na sua totalidade por uma exuberância decorativa, com um intrincado trabalho de enrolamentos sinuosos e arabescos, típico ornato que emprega desenhos de flores.

Assenta sobre pés troncocónicos de bordo decorado com recortes vazados. A influência oriental faz-se notar nos padrões geométricos, em desenhos de curvas e contracurvas entrelaçadas, simbolizando o movimento infinito.

“Paisagem com Fidalgo e Cão à Beira Rio”

Contador Indo-Português de formato paralelepipédico, em teca, sissó e ébano, marchetado de marfim com decoração em mosaico sadeli. Frente com dez gavetas, simulando doze, todas iguais e em perfeita simetria na decoração. O exterior está decorado na reserva central por uma sequência de arcos contra-curvados de perfil islâmico.

Invulgar placa indo portuguesa do séc XVII, em madeira com policromia, representando um dos Reis Magos (Baltazar), a meio corpo, com oferenda na mão, e ao lado a Estrela indicadora do Nascimento do Salvador. O rosto apresenta forma geometrizada, com olhar contemplativo, nariz afilado e barba bifurcada. Carrega uma coroa na cabeça e enverga túnica vermelha, com capa verde sobre os ombros. Na mão esquerda segura um vaso com tampa, e a outra leva-a ao peito, em sinal de respeito e de veneração.

Salva redonda de catorze gomos em prata portuguesa. Centro liso emoldurado por perfil convexo, em meia cana, com os gomos côncavos, radiando a partir do centro e que conferem à peça um bordo multilobulado.

Marca de posse J. J. V. gravada no verso.

Bela e rara escultura de grandes dimensões de Menino Jesus Bom Pastor em marfim, trabalho indo -português do séc. XVII.

Cómoda D. João V, de três gavetões em pau-santo maciço, com frente e ilhargas onduladas e decorada com motivos entalhados. Tampo rectangular, liso e recortado, levemente moldurado, acompanhando o movimento da frente e das ilhargas com cantos dianteiros arredondados. Gavetas com frentes lisas e com embutido desenhando moldura periférica de filete, com motivo floral nos cantos. Saiais recortados e muito desenvolvidos, decorados com elementos rocaille de disposição simétrica, volutas e enrolamentos vegetalistas.

Páginas