Coleções

Aquamanil
Faiança Portuguesa
Lisboa, 1620-1640
Dim.: 12,0 x 18,0 cm

Aquamanil em faiança, de fino vidrado entanífero, decorado a azul-cobalto, produzido nas oficinas de Lisboa na primeira metade do séc. XVII e que representa um animal fantástico, inspirado num Kendi em forma de rã, de porcelana chinesa Wanli - Kraak.

Aquamanile
Portuguese faience
Lisbon, 1620-1640
Dim.: 12,0 x 18,0 cm

Faiança Portuguesa "Desenho Miúdo"
Lisboa 1660-1680
Alt.: 29,0 cm

Prov.: Colecção R.Q., Lisboa

Bottle
Portuguese faience "Desenho Miúdo"
Alt.: 29,0 cm

Prov.: R.Q. collection, Lisbon

Rara garrafa periforme em porcelana da china decorada a azul sob o vidrado, com três reservas: uma sem preenchimento, outra com as cinco chagas de Cristo e a última com as armas da Ordem de São Francisco, com a divisa INRI – Jesus Nazareno Rei dos Judeus. O colo tem decoração em ponta de lança sobre filete e friso de folhagem.

Tampa em prata, decorada com mesmo friso de folhagem, posterior.

Pote em faiança portuguesa do séc. XVII, de forma ovóide com duas asas, decorado a azul cobalto e vinoso de manganês. No bojo destacam-se dois bustos femininos com toucados à moda da época, as "Bellas", influências da majólica italiana, separados por vegetação ao sabor da porcelana chinesa.

Par de contadores de mesa em teca, com tampo de abater, revestidos a placas de tartaruga sobre folhas de ouro, com seis gavetas simulando sete. As placas de tartaruga estão emolduradas simultaneamente por tarjas de marfim e embutido linear de segmentos de madeira alternando com marfim.

Ferragens de latão com espelho em forma de roseta, asas nas ilhargas, pormenor que reflecte o carácter móvel destas peças que, pelas suas dimensões são facilmente transportáveis.

Faiança Portuguesa
Lisboa, c.1700
Alt.: 28,0 cm
Imponente par de mangas de farmácia em faiança portuguesa, da segunda metade do séc. XVII, de formato tubular, ligeiramente estrangulado ao centro, com pé circular, colo baixo e bordo revirado, decorado a azul sobre esmalte branco.
O bojo é preenchido com as exuberantes armas da Ordem dos Dominicanos, encimadas por coroa real fechada, de onde pende uma pequena borla.
Está ladeado por elementos vegetalistas onde sobressaem folhas de acanto, cornucópias e um edifício, representando eventualmente o mosteiro.

C536Porcelana vidrada Par de potes com tampa, em forma de balaústre e de grandes dimensões, com colo curto rematado por rebordo arredondado, em porcelana branca com decoração azul-cobalto e revestido de vidrado levemente azulado, do período Kangshi.

F768Teca entalhada, lacada e dourada Arca em madeira exótica com tampo superior de levantar e duas gavetas; decoração relevada, lacada a negro, vermelho e ouro. Exterior com motivos em talha baixa em todas as faces, delimitadas por molduras lisas, revelando uma alta qualidade de trabalho, e revestida a laca negra enriquecida a ouro com a finalidade de enobrecer e de realçar a tridimensionalidade do objecto.

Páginas