Coleções

em madeira (Pinus sembra ?) lacada com chinoiseries
Itália, Veneza, meados do séc. XVIII
Dim.: 90,0 x 130,0 x 58,0 cm

Prov.: Colecção particular, Lisboa

Rococo Chest of Drawers
japanned lacquered timber (Pinus sembra ?)
Italy, Venice, middle 18th century
Dim.: 90,0 x 130,0 x 58,0 cm

Prov.: Private collection Lisbon

Excepcional par de castiçais neoclássicos em prata portuguesa transfurada, do ilustre prateiro lisboeta António Firmo da Costa. Fuste elegante, de fileiras lisas repousando em oito pétalas gomadas rematadas por pequenas contas. Copo com a mesma decoração separado do fuste por bolachas.

Nó elíptico com aplicação de duas reservas, uma com monograma gravado e arandelas rendilhadas com o mesmo formato. Assentes em base ovalada, vazada e serrada em gradinha, alteada por quatro pés triangulares salientes terminando em bola.

Punho de adaga monolítico em jade leitoso dito "mutton fat", decorado com delicado e rico trabalho de lapidação representando motivos florais - flores de lótus inseridas em campo delimitado por pequenas pétalas - padrão típico do reinado de Shah Jahan (1628 - 1658). O chape - pequena peça que decora a boca da bainha - segue o mesmo esquema decorativo.

Jade verde-claro
Índia, séc. XVII
Dim.:
Punho: 11,5 cm
Chape: 3,0 cm

Vinhático
Dim. total 72,0 x 288,0 x 117,0 cm

Mesa composta de 2 meias luas e corpo central de duas abas, com pernas caneladas terminando em soco liso

Brazilian mahogany
Total dim.: 72,0 x 288,0 x 117,0 cm

A table formed by two demi-lunes and a central two-flap table, of fluted legs ending in plain block feet

Raríssima peça de formato islâmico em faiança portuguesa, com decoração inspirada em peças idênticas em porcelana da China. A garrafa de bojo globoso, esferóide com pescoço alto e cilíndrico termina em bordo saliente. No corpo decoração com quatro cartelas decoradas alternadamente por grandes arranjos de flores, ramos de boninas e rolos de papel com motivo geométrico encadeado e laçadas. Separam estes medalhões rectângulos com “cordões duplos e losango”.

C536Porcelana vidrada Par de potes com tampa, em forma de balaústre e de grandes dimensões, com colo curto rematado por rebordo arredondado, em porcelana branca com decoração azul-cobalto e revestido de vidrado levemente azulado, do período Kangshi.

Excepcional par de cómodas da época D. José I, em pau-santo maciço ricamente entalhado, com fundos em vinhático e ferragens em bronze ao gosto rocaille. O tampo é liso e emoldurado, acompanhando frente e ilhargas onduladas com quebras em curva e contracurva. Corpo com duas gavetas e três gavetões, que possuem frentes lisas e moldura dupla, com exuberantes ferragens em bronze.

Belo trabalho escultórico cíngalo-português em marfim.

Nossa Senhora com coroa aberta, de pontas serradas e aro com friso, cabelos formando madeixa em ogiva nas costas, em ondulado muito fino; face oval, olhos amendoados e de boca sorridente. O corpo é achatado, veste túnica com pregas finas e gola rendilhada, com manto de orlas caindo em sinusóides; o panejamento de Nossa Senhora conflui num enlace tendo como centro Jesus Menino, que segura na mão esquerda, na direita uma flor de ashoka que oferece ao Menino.

Pau-santo e espinheiro
Portugal, séc. XVII
Dim.:
100,0 x 56,5 x 44,0 cm (contador)
81,5 x 109,0 x 54,5 cm (trempe)

Cabinet on stand
Rosewood and whitethorn
Portugal, 17th century
Dim.:
100,0 x 56,5 x 44,0 cm (cabinet)
81,5 x 109,0 x 54,5 cm (stand)

Cofre relicário em filigrana de prata branca e dourada. De formato retangular, com tampa trapezoidal é enriquecido nas arestas com colunas dóricas. Toda a decoração é preenchida de vergónteas ondulantes com enrolamentos e inserida em painéis arrendados, contornados por encordoados, no centro dos quais sobressaem florões, cuja corola é formada por pequeno quadrado em prata dourada.

Páginas