Coleções

Garrafa em porcelana de bojo piriforme, gargalo alto e estreito com anel saliente, com decoração a azul-cobalto sob vidrado brilhante. Na base bojuda destaca-se uma delicada paisagem chinesa, com montanhas, casario, vários tipos de árvores e  elementos vegetalistas, limitada em simetria por várias cercaduras, constituídas por elementos florais e finos enrolamentos de caules que circundam margaridas desabrochadas e pequenas folhas que criam padrão ritmado entre outros.

Par de jarras de pequenas dimensões em filigrana de prata, destinadas a conter ervas aromáticas ou pétalas. Preenchidas na sua totalidade por uma exuberância decorativa, com um intrincado trabalho de enrolamentos sinuosos e arabescos, típico ornato que emprega desenhos de flores.

Assenta sobre pés troncocónicos de bordo decorado com recortes vazados. A influência oriental faz-se notar nos padrões geométricos, em desenhos de curvas e contracurvas entrelaçadas, simbolizando o movimento infinito.

“Cena do Quotidiano”

Belíssimas cadeiras D. José em pau-santo, com espaldares do tipo violoné, moldurados, de lados reentrantes, cantos arredondados e cachaço entalhado. Tabela central recortada e vazada com estofo móvel. Assento trapezoidal, com frente e ilhargas onduladas e recortadas; pernas dianteiras curvas, terminando em pés de enrolamento e traseiras recuadas.

Par de pratos em porcelana chinesa de exportação "Companhia das Índias", de bordo recortado decorados com esmaltes “Família Rosa” em tons de azul.

Centro com brasão de armas de Pedro António L. da Costa Pina Manique e friso de flores e motivos geométricos a azul e branco. Aba com motivos vegetalistas e geométricos a azul cobalto, rematado por fio dourado (prato de sopa e prato raso).

Ébano, osso e corda de Manila
Norte da Índia ou Sinde, séc. XVII
Dim.: 124,0 x 58,0 x 50,0 cm

Prov.: Colecção particular, Lisboa

Ind-Afro-Portuguese Chair
Ebony, bone and cotton cord
Northern India or Sindh, 17th century
Dim.: 124,0 x 58,0 x 50,0 cm

Prov.: Private collection, Lisbon

Excepcional placa de marfim, esculpida em baixo relevo, retratando o tema Bíblico da “Fuga para o Egipto”, com moldura em ébano com embutidos em marfim.

Barretina D. José de madeira integralmente revestida a pele de cação. O interior, forrado a veludo, é compartimentado para conter faqueiro de doze pessoas. Ferragens em latão gravado.

O faqueiro em prata portuguesa relevada, é composto por 12 facas e garfos de resto, e 12 colheres de sopa.

Salva redonda de catorze gomos em prata portuguesa. Centro liso emoldurado por perfil convexo, em meia cana, com os gomos côncavos, radiando a partir do centro e que conferem à peça um bordo multilobulado.

Marca de posse J. J. V. gravada no verso.

Páginas