Pente

Nº de referência da peça: 
F719

Pente em marfim esculpido em baixo-relevo e cravejado de rubis em ambas as faces. Duas apsaras ou deusas celestiais, com elaborados penteados, arrecadas e colares ao pescoço, vestidas com plissados, dançam temas rituais em uníssono. 

Enquadradas por dois pássaros nos cantos superiores estão separadas em baixo, no centro, por um pavão de asas abertas e exuberante cauda em leque, animal sagrado na religião hindu que representa o poder, a ressurreição e a imortalidade, por as suas plumas caírem no inverno, para se renascerem na Primavera.

No tardoz a decoração é um baixo-relevo muito ténue com motivos vegetalistas estilizados enrolamentos de caules delicados de onde saem inúmeras folhas, em perfeita simetria.

Salientamos a profusa decoração, bom testemunho do tradicional horror ao vazio. Esta representação pode ter sido inspirada nas xilogravuras do Liber Chronicarum, cuja primeira versão latina foi considerada a maior obra ilustrada da época.

Marfim, ouro e rubis

Ceilão

Séc. XVII

Dim.: 7,5 x 6,0 cm

Comb

Ivory, gold and rubies

Ceylon

17th c.

Dim.: 7,5 x 6,0 cm

- ARCHER, Mildred; ROWELL, Christopher; SKELTON, Robert; Treasures from Índia, The Clive Collection at Powis Castle; Meredith Press; New York, 1987

- TRNEK, Helmut; SILVA, Nuno Vassallo e [et al]; EXOTICA The Portuguese Discoveries and the Renaissance Kunstkammer; Catálogo de Exposição; F. C. Gulbenkian; Lisboa, Outubro 2001; p. 236

- DIAS, Pedro; Portugal e Ceilão. Baluartes, Marfim e Pedraria; Santander Totta; Lisboa, 2006; p. 147

  • Arte Colonial e Oriental
  • Artes Decorativas
  • Marfim, Tartaruga e Madrepérola

Formulário de contacto - Peças