Par de Taças para Vinho

F767  Par de taças globosas em forma de barca, constituídas por duas calotes ovóides de madrepérola de turbo marmuratus, unidas por placas rectangulares. Bordo com fino perlado terminando em cabeças de elefante. Assentam sobre bases ovaladas. O encanto destes preciosos objectos reside, não só na beleza natural do material que as constitue, mas também na inteligente adaptação que o homem fez destes materiais. Forma de barca exótica, terminando em duas cabeças de elefante com a simbólica tromba para cima, augurando boa‑sorte para quem beber daquela taça. O perfil em forma de barco carrega um grande simbolismo e profundo respeito pelos povos ancestrais de origem chinesa. Segundo o famoso poeta Tao Yuanming, que viveu durante a dinastia Jin (265–420), essa origem deve-se a um povo já desaparecido, oriundo das montanhas Wuling do norte da China, atravessadas por densos rios, sua fonte de sobrevivência, (...) viviam na água e morriam nos barcos.

Madrepérola e prata Guzarate, Índia, séc. XVI Dim.: 7,0 × 17,0 × 8,0 cm Wine Cups Mother of pearl and silver Guzarate, India, 16th c. Dim.: 7,0 × 17,0 × 8,0 cm

— CALVÃO, João; CURVELO Alexandra; [et al], Presença Portuguesa na Ásia, Fundação Oriente, 2008, p. 71. — ROGERS, J. M.; ABRAHAM, Rudolf; [et al], The arts of Islam: treasures from the Khalili Collection, Overlook Press, New York, 2010, p. 35.

  • Arte Colonial e Oriental
  • Artes Decorativas
  • Adagas e Polvorinhos

Formulário de contacto - Peças