Pratas

Nº de referência da peça: 
B271

Prata
Portugal, séc. XVII com inscrição posterior datada de 1713
Alt.: 15,5 cm
Peso: 550,0 g

Inscrição:
'Soi' De[e]l S, mo Sacramento año de 1713; Confiteor tibi Pater Domi,ne Caeli, et Terrae; quia abscondi, sti, haec asaPi, enti,b,9 et; Prudent[ti]b9, et Reuelasti, e a Parbuli,s'

(Sou do Santíssimo Sacramento ano de 1713; Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu
e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos
pequeninos. (Mateus Cap. 11, vers. 25)).

Nº de referência da peça: 
B240

Perfumador em prata portuguesa, levantada. Corpo bojudo decorado com gravado de “Flores” intercaladas por friso ondulante de folhagens, assente sobre base redonda. Tampa vazada com decorações geométricas e fitomórficas, encimada por pomo em forma de “urna”. Pega em pau-santo torneado. Alma em cobre.

Nº de referência da peça: 
B249

Barretina D. José de madeira integralmente revestida a pele de cação. O interior, forrado a veludo, é compartimentado para conter faqueiro de doze pessoas. Ferragens em latão gravado.

O faqueiro em prata portuguesa relevada, é composto por 12 facas e garfos de resto, e 12 colheres de sopa.

Nº de referência da peça: 
B237

Par de castiçais neoclássicos em prata portuguesa. Base elíptica, vazada em gradinha, assente sobre quatro pés salientes em bola, da qual se eleva a corola de uma flor de oito pétalas gomadas, terminando em gotas. Este padrão repete-se no fuste e no copo, separados por bolachas.

A haste canelada é interrompida por uma cinta transfurada, com quatro reservas lisas. Nó e arandelas elípticas em gradinha, desenhadas segundo o padrão decorativo da base.

Nº de referência da peça: 
B193

Excepcional par de castiçais neoclássicos em prata portuguesa transfurada, do ilustre prateiro lisboeta António Firmo da Costa. Fuste elegante, de fileiras lisas repousando em oito pétalas gomadas rematadas por pequenas contas. Copo com a mesma decoração separado do fuste por bolachas.

Nó elíptico com aplicação de duas reservas, uma com monograma gravado e arandelas rendilhadas com o mesmo formato. Assentes em base ovalada, vazada e serrada em gradinha, alteada por quatro pés triangulares salientes terminando em bola.

Peças Vendidas
Nº de referência da peça: 
B220

Cafeteira em prata portuguesa com corpo em forma de ânfora, assente sobre base circular. Peça decorada com uma variante de elementos neoclássicos que variam entre os perlados e os tecidos drapeados. A base com uma cercadura de perlados é encimada por canelados côncavos e uma fileira de pérolas que marcam o arranque do bojo, decorado por um friso de folhas de acanto repuxadas.

Peças Vendidas
Nº de referência da peça: 
B244

Salva recortada por vinte gomos em prata portuguesa lisa. Decoração martelada em gomos côncavos espiralados que se desenvolvem a partir do centro.

Medalhão central liso e limitado por meia cana elevada. Esta tipologia de salvas com gomos em espiral é particularmente rara, o mesmo acontecendo com as tambuladeiras.

Nº de referência da peça: 
B243

Salva redonda de dezasseis gomos em prata portuguesa, séc. XVII / XVIII. Em prata martelada, tem o centro liso terminando em moldura alteada a partir da qual se desenvolvem os gomos côncavos.

Peças Vendidas
Nº de referência da peça: 
B200

Salva de vinte e seis gomos em prata portuguesa. Centro liso com moldura periférica relevada, lisa e com a orla recortada definindo gomos côncavos sulcados em dimanação do centro.

Nº de referência da peça: 
B202

Salva redonda de catorze gomos em prata portuguesa. Centro liso emoldurado por perfil convexo, em meia cana, com os gomos côncavos, radiando a partir do centro e que conferem à peça um bordo multilobulado.

Marca de posse J. J. V. gravada no verso.

Páginas